Páginas

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Limites: uma questão de amor


"Ensina a criança no caminho que deve andar e ainda quanto for velho não se esquecerá dele"
Provérbios 22:6


Atualmente as famílias têm mais dificuldades em educar seus filhos do que tinham antigamente. Diversos fatores têm dificultado o processo educativo, e um deles é que na maioria dos lares os pais trabalham fora e a educação dos filhos é compartilhada com outras pessoas, ora com a babá, ora com tios, avós, vizinhos. Cada uma dessas pessoas tem uma forma diferente de lidar com o comportamento da criança e isso causa uma confusão na cabecinha delas. Em alguns momentos elas podem fazer algo e em outros momentos não, e esse conflito de informações dificulta o estabelecimento de limites.
Muitos pais foram tão reprimidos e a eles foram impostos limites tão severos, que não querem causar tais sofrimentos aos filhos. Filhos precisam de limites, mas na dose certa. Crianças criadas sem nenhum tipo de limite têm um sentimento de abandono, menosprezo, como se ninguém se importasse com elas. No entanto, se a elas são impostos limites em excesso corremos o risco de formar adultos tristes e inseguros.
Quando uma criança começa demonstrar comportamentos errados e tem um baixo rendimento escolar, a tendência dos pais é achar que ela precisa ser castigada. O castigo pode ser um aliado interessante na educação, pois faz com que a criança entenda que cometeu algo errado e que não deve ser repetido. Mas, se este castigo for ministrado sem amor, em doses erradas, pode aumentar o problema.
É importante que os pais não tornem a vida dos filhos um fardo com inúmeras regras e constantes "nãos". O ideal é que existam poucas regras no lar, mas que elas sejam obedecidas. Ceda quando for possível, diga "não" poucas vezes, mas quando ditos, devem ser respeitados. Não volte atrás a todos os momentos. As crianças têm uma percepção muito apurada e estão constantemente nos testando. Ao perceberem que se insistirem os pais irão ceder, esse comportamento será uma constante, resultando em discussões cada vez mais desgastantes e intensas.
Impor limites não significa ser agressivo. Há alguns anos atrás a educação exercida pelos pais era extremamente rigorosa. Muitos filhos chegavam a ser espancados em nome da "boa educação".
Os tempos são outros. Estudos mostram que bater em uma criança não ajuda em sua formação, ao contrário cultiva nela sentimentos ruins como dor, raiva, ódio, tristeza, entre outros, os quais nada colaboram para o seu desenvolvimento.
Bater, além de causar sofrimento e dor, faz com que os filhos aprendam a mentir, devido ao medo de apanhar quando cometem algum erro. Os pais precisam com amor, conquistar a amizade e confiança dos filhos e mostrar a eles que atitudes erradas têm consequências às quais deverão assumir. Jamais devemos acobertar atos errados dos filhos. Eles deverão assumir as consequências de seus erros para que possam amadurecer, mas em seus corações deverão ter a certeza de que poderão sempre contar com o apoio dos pais. Os filhos devem saber que os pais ensinam o que é certo e esperam que eles não errem, mas se errarem os pais serão sempre seus maiores amigos, os quais irão ajudá-los a se levantar.
Devemos cultivar amor no coração de nossas crianças. A punição física não é educativa e crianças que apanham em casa costumam apresentar mais problemas de comportamento na escola do que as demais.
Fazer com que os filhos entendam a necessidade de cumprir normas, só irá trazer benefícios para eles e para sociedade. A dificuldade de lidar com o "não" e com as diferenças tem formado uma sociedade doente na qual jovens são capazes de colocar fogo em pessoas que dormem nas ruas; espancar homosexuais; matar namoradas porque o relacionamento chegou ao fim; tirar vidas apenas para roubar um celular ou tênis de marca.
Os pais precisam ser um porto seguro para os filhos. Muitos problemas poderiam ter consequências bem menores se os filhos tivessem pelos pais sentimentos de confiança e amizade ao invés de medo. Muitas adolescentes grávidas não teriam morrido ao realizar um aborto clandestino por temerem a reação dos pais ao descobrirem. Muitos meninos se tivessem pais compreensivos não teriam buscado nas drogas a solução para seus problemas.
Muitas crianças e adolescentes manifestam o desejo de terem pais "massa", "da hora", ou seja, qual for à expressão do momento para pais amigos, amorosos, confiáveis. Para ser esse "paizão" ou essa "mãezona" não significa que devam ser permissivos. Para ser os pais que seus filhos sonham basta serem alegres, permitir brincadeiras sem deixar de lado o respeito, serem firmes com a falta de limites, sem serem agressivos e grosseiros.
Os pais devem ser o modelo que incentive a criança a aprender ética, respeito pelas outras pessoas, principalmente aquelas que são "diferentes" dela. Na adolescência é comum que jovens comecem a se definir a partir de ídolos e nossos ídolos estão passando por uma crise muito séria de valores. Os pais precisam voltar a ser o modelo para seus filhos, caso contrário, corremos o risco de que eles adotem modelos exibidos pela mídia. Para as meninas o modelo poderá ser uma dançarina de Funk, vulgar, erotizada. Para os meninos poderá ser um jogador de futebol ou atleta de vida pessoal duvidosa, envolvido com orgias, drogas e anabolizantes.
Educar sempre envolveu erros e acertos. A pior coisa é a omissão, deixando as crianças entregues à própria sorte. Nenhuma criança por mais inteligente e genial que seja, tem capacidade de educar a si própria e preparar-se sozinha para os desafios da vida. Essa tarefa é dos pais.
Pais que amam querem preparar seus filhos para enfrentarem a vida sem sofrimentos. A vida vai dizer muitos "Nãos" aos filhos e cabe aos pais, prepará-los para que estejam maduros para enfrentar essas dificuldades. Criar filhos sem limites é deixá-los a mercê do mundo, e isso irá fazer com que sofram.
Se quisermos filhos que respeitem os outros, o primeiro passo é respeitá-los. A disciplina movida pelo amor é o maior e o mais importante presente que os pais podem dar aos filhos. O amor é o mais forte de todos os sentimentos e se bem utilizado pode fazer grandes milagres.
A Bíblia ensina que um dia Deus vai pedir conta dos nossos filhos. Que Deus nos abençoe e nos dê sabedoria para criar nossas crianças no bom caminho e um dia, orgulhosos do dever cumprido, possamos apresentar nossos filhos diante de Deus e dizer: "Aqui estão os filhos que me deste".


Márcia Helena Leonel
Professora do Instituto Superior do Paraná 

Retirado daqui: Dia a dia Gênesis

2 comentários:

  1. Olá 50 seguidora!!!!!rsrsrs
    Adorei seu post, chegou no momento certo, sou mãe de dois adolescentes! E limites é a palavra da vez aqui em casa!
    Obrigada pelo carinho, abraços

    ResponderExcluir
  2. Texto perfeito. Concordo plenamente que limite é uma palavra que deveria ser aplicada na educação, mas infelizmente não é o que presencio nos dias atuais. Uma pena! As crianças imploram por limites, mas alguns pais, talvez pela ausência, acabam mimando demais e não corrigem, ou simplesmente compram seus filhos com trocas absurdas.

    ResponderExcluir

Atreva-se a seguir!

Marcadores

MENSAGEM reciclagem #Conversando Culinária RECEITAS decoração decoração de natal GirlsLamps #RECEITAS MODA #Datas Especiais #Anima #DIY FOTOS artesanato #Dicas #Quintal Natal 2011 #Reciclagem CARTINHAS DE SEXTA FOTOGRAFIAS HISTÓRIAS Natal 2010 aniversário tubos de pvc #Beleza #Cozinha #Decoração CURIOSIDADES MÓVEIS Páscoa dicas madeira na cozinha renovação #Carnaval #City #Decoraria #Natal #Pets #Vídeos #sorteios FESTA DE CRIANÇA LIVROS PINTURAS Parque Japonês TINTAS VARIEDADES amigo secreto na empresa base de madeira bolo coelho horta mil artes molho porta vassouras mdf madeira passarinho guardanapo lacinhos potes tecido #De Mãe pra Filha #Inverno #Lavanderia #Livros #Saúde #Sexta-Feira #Tecido #Viagens #Vintage #cartonagem #amigos #noiva AMIGOS APOCALIPSE ATREVIDA BASTIDOR BOLO NA CANECA Benefícios do Chocolate Biscoitinhos Brincos CABIDEIRO DIVERTIDO CORAÇÃO Coleção Música EU SOU DO TEMPO EXPOSIÇÃO FAZENDO CORES FELTRO FILHOS FLOR CAFÉ FLORES Faxina GINÁSTICA INDIGNAÇÃO LENÇOS LULU ÁRABE LUMINÁRIA DE LATINHAS LUSTRE Lulu Lulu em abril MURO DE VIDRO Manjericão Mar Mexicanas Minha cachorrinha Mulheres Africanas MÚSICAS NOVAS AMIZADES Origami PASSARINHOS PERFUMES PESQUISA Penteados QUADROS Restaurantes SIMPLES Sobremesa de goiabada quente TARTARUGA Trabalho Unhas VESTIDOS Vinícola Vivere Parvo VÍDEO - PESO DE PORTA DELICADO Zoo de Curitiba adesivos alerta anões de jardim ateliê ação publicitária bala de côco banana verde biomassa bisnagas de brigadeiro bolo de cenoura bolo falso bolonhesa boneco de neve caderneta camarão castelo catedral chocolate convite cubos de madeira esmalte finados fita de cetim fitas fitilhos flor de cactus férias garrafas guardanapos jardim da vovó lagoa lembrança de aniversário logomarca lugares macarrão manjedoura mini orquídeas montagem de foto orquídeas papai noel papelão parque pata de vaca patchwork patês pintura country pintura de parede piso plumas porta prateleira mesa porta retrato potinho de iogurte preserve presépio princesas produtos artesanais pássaros rack renas tomate torta gelada vila de neve visita viveiro de mudas Área de serviço Ônibus Panorâmico

A ARTE DE SORRIR

Pin It button on image hover